Atividades físicas foram liberadas na orla da Lagoa Central de Lagoa Santa, porém algumas regras foram definidas

0
517
Foto - Divulgação

De acordo com o decreto Nº 4.025, publicado dia 08 DE MAIO DE 2020, a orla da lagoa Central poderá ser utilizada, exclusivamente, para as atividades de caminhada, corrida e ciclismo, porém será necessário seguir algumas normas. Quem decidir visitar o ponto turístico mais importante da cidade precisa assegurar a distância mínima de 02m (dois metros), inclusive os ciclistas. Também será necessário usar máscara, cobrindo a boca e o nariz, durante todo o percurso. A aglomeração, presença de pessoas com mais 60 anos ou com sintomas de gripe também fica proibido nas orlas das lagoas da cidade. Aquela paradinha para conversar com algum conhecido também terá que ser adiada.

As regras passam a valer no dia 09 de maio e “a medida tem por objetivo obrigar que todos os frequentadores destes locais utilizem máscara, além de garantir o distanciamento social evitando aglomerações”.

Através das redes sociais, a prefeitura de Lagoa Santa deixou claro que nas “orlas das lagoas serão montadas barreiras sanitárias para orientar e barrar pessoas que insistirem em praticar atividades físicas sem máscara. Quem desobedecer às regras do Decreto para evitar a disseminação do Coronavírus, estará sujeito a penalidades citadas no decreto, a Lei 3.821/2015, que instituiu o Código Municipal de Saúde.  A circulação de automóveis em toda a Orla da Lagoa Central está proibida, exceto nos trechos entre a Rua Comandante Vitor até a Avenida Coronel Carlos Orleans e da Rua Milton Campos até a Rua Joana Fernandes”, explicou a assessoria de comunicação.

As punições podem ir de advertência à multas. No último boletim que a prefeitura divulgou (08/05) foram 214 casos notificados, sete casos confirmados, cinco em investigação e 38 descartados até o momento.

Redes Sociais – As redes sociais se tornaram uma maneira da população se posicionar sobre o assunto. Na publicação realizada pela prefeitura no dia  08 de maio, foram 69 comentários no total sendo que muitos não concordam com o decreto. A seguidora Shirley Silva questionou: “Por que a proibição na orla da lagoa? Qual é a finalidade? Não entendi!”. A Ana Carolina Bessa dique que não enxergava justificava para tal medida e acrescentou que a “exigência de utilização da máscara tudo bem, mas essa interdição não faz nenhum sentido” e pediu explicações que não fossem um estudo da Translago (Departamento Municipal de Transportes e Trânsito).