Atleta de Lagoa Santa foi ouro nos Jogos Escolares da Juventude

0
151
Alexandre Loureiro/Exemplus/COB

Thais Michele Clemente, de apenas 15 anos, não para de dar orgulho à cidade de Lagoa Santa. Desta vez, ela foi ouro nos 100m com barreiras dos Jogos Escolares da Juventude Natal 2018 (prova para atletas de 15 a 17 anos). Com a marca de 13s90, sua melhor marca pessoal, Thais se destacou mais uma vez pelo grande desempenho realizado.

Estudante da Escola Estadual Padre Menezes, e moradora de Lagoa Santa, Thais Clemente treina no Centro de Treinamento Esportivo (CTE) da UFMG e mantem uma relação de amizade e confiança com o técnico Roberto de Santis, que desde o início, sempre acreditou no potencial da atleta.

Divulgação

Thais Michelle é ex-bailarina e começou a treinar no atletismo em 2015. A jovem se inspira na história do jamaicano Usain Bolt, seu ídolo desde criança. “Ele é um fenômeno. Excelente atleta e uma pessoa muito carismática”, afirmou Thais, que já representou o Brasil em várias competições internacionais. “Ano passado fui campeã brasileira em Recife e fiquei em quarto lugar no sul-americano do Chile nos 100m com barreiras. Nesse ano voltei a ficar em quarto lugar no sul-americano do Equador e em quinto no Mundial Escolar do Marrocos, em Marrakesh”.

Ano passado Thais ocupava a posição de 2º lugar no ranking Sul-Americano e viajou para o Chile, onde disputou a primeira competição internacional da carreira. Tudo começou quando ela ainda participava do “Projeto de Atletismo de Lagoa Santa”.

Sobre os Jogos Escolares da Juventude

Os Jogos Escolares da Juventude reúnem jovens de 12 a 14 anos e de 15 a 17 anos, de escolas públicas e privadas de todo o país, em 14 modalidades. A competição foi criada pelo Comitê Olímpico do Brasil em 2005 e conta com o apoio do Ministério do Esporte e do Grupo Globo.

Em 2018 foi definido um novo formato para a competição, com três etapas regionais, destinadas a classificar as modalidades coletivas, e uma etapa nacional, com ambas as categorias, reunindo mais de seis mil atletas dos 26 estados mais o Distrito Federal. De acordo com o COB, o novo formato gerará uma redução orçamentária de aproximadamente 30% em relação aos anos anteriores.

Atualmente, o evento contempla mais de 2 milhões de jovens nas seletivas municipais e estaduais, organizadas pelos estados e municípios, representando 40.000 escolas de 3.950 cidades do Brasil. A regionalização por etapas permite que cidades com infraestrutura menor também possam sediar o evento.

A fase nacional tem 14 modalidades: atletismo, badminton, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia (apenas na categoria 15 a 17 anos), xadrez e wrestling. As etapas regionais serão disputadas por cerca de 1.100 atletas. Nelas serão definidos os classificados do basquete, futsal, handebol e vôlei para a fase nacional de Natal, nas duas categorias etárias.

A competição já revelou vários atletas para o alto rendimento, como a campeã olímpica Sarah Menezes e a campeã mundial Mayra Aguiar, ambas do judô. Na delegação brasileira que disputou os Jogos Olímpicos Londres 2012, nada menos do que 17 atletas do Time Brasil já haviam passado pela competição estudantil. O evento foi o responsável pelo surgimento de atletas como as finalistas olímpicas Rosângela Santos e Ana Claudia Lemos, do atletismo, do semifinalista Leonardo de Deus, da natação, além do jogador de basquete Raulzinho, atualmente na NBA.

Nos Jogos Olímpicos da Juventude Nanquim 2014, o Brasil foi representado por 97 atletas. Deste total, entre as modalidades que integram o programa dos Jogos, nada menos que 72% dos atletas também passaram pelos Jogos Escolares da Juventude, entre eles os medalhistas Layana Colman (judô), Hugo Calderano (tênis de mesa), Matheus Santana, Luiz Altamir, Giovanna Diamante, Natalia de Luccas (natação) e Duda Lisboa (vôlei de praia).

Fonte: Comitê Olímpico do Brasil