Motoristas de Lagoa Santa ficaram sem gasolina na manhã deste sábado

0
180
Posto de Gasolina Ale com gasolina no preço normal de Lagoa Santa

Hoje pela manhã (09) motoristas fizeram fila para abastecer no Posto de Gasolina da Rua Barão do Rio Branco localizado no Centro de Lagoa Santa. Segundo alguns condutores vários postos da cidade já se encontravam sem combustível. O motivo da falta de gasolina foi a greve dos transportadores que durou até ontem, dia 08, quando o Sindicato dos Transportadores de Gasolina, após reunião com uma reunião no Palácio Guanabara com o vice-governador, Francisco Dornelles, o secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa, e o deputado estadual André Ceciliano (PT), encerrou a paralisação.

Apesar dos trabalhadores terem voltado às atividades, muitas cidades da região metropolitana de Belo Horizonte ainda ficaram sem gasolina. A normalização ficou prevista para a tarde deste sábado quando novas remessas de combustível chegariam a Minas Gerais.

Fila de carros em busca de gasolina

De acordo com o Sindicato das Transportadoras de Combustível e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtanque), os tanqueiros pararam em protesto contra a carga elevada de impostos sobre os combustíveis, uma despesa que, segundo eles, pesa no custo do transporte de carga em geral.

Um motorista que trabalha como perueiro na cidade de Lagoa Santa (preferiu não se identificar) disse que conseguiu trabalhar hoje, pois havia enchido o tanque durante a semana. Além da dificuldade para abastecer os motoristas tiveram de pagar R$4,29 pela litro da “gasosa”. Em Belo Horizonte os postos que ainda tinham gasolina subiram o preço chegando a cobrar R$4,19 o litro. Os vários carros enfileirados chegaram próximo a praça Dr. Lund e Igreja Matriz.

Segundo o Jornal O Tempo após os transtornos causados por causa de apenas dois dias de paralisação dos transportadores de combustível, o governo agendou uma reunião com o sindicato da categoria para a próxima terça-feira (12). Apesar de o Estado atravessar um momento de buscar mais arrecadação, o setor deve pedir cortes no ICMS dos combustíveis.