Multa para quem alugar casas e sítios para festas em Lagoa Santa

0
660
Imagem Ilustrativa - Foto - Google

No dia 01 de maio uma blitz educativa foi realizada na entrada da cidade de Lagoa Santa, região metropolitana de Belo Horizonte, com o intuito de informar aos visitantes que uma nova medida será tomada caso furem o isolamento social. A partir de agora proprietários de casas e sítios localizados na cidade, que alugarem o espaço para festas e eventos, durante o período de quarentena, estarão sujeitos a multas.

A punição já está contida no decreto publicado no dia 23 de abril que proíbe a realização de festas e confraternizações em casas, sítios e condomínios, sob pena de multas que podem totalizar o valor de R$132 mil. Durante a blitz educativa, agentes da prefeitura e da Polícia Militar entregaram panfletos contendo algumas regras, orientaram e informaram os motoristas/visitantes.

Em entrevista ao jornal O Tempo Henrique Melo, diretor de Regulação Urbana de Lagoa Santa, disse que a medida visa coibir festas e aglomerações que vinham ocorrendo no município. Ainda, segundo o diretor, a cidade possui muitos sítios e casas que são alugados por pessoas de fora da cidade para realização de eventos e festas no período de quarentena. “Qualquer tipo de aglomeração ou ação que possa gerar aglomeração, a pessoa será notificada e pode ser multada. Aglomerações de qualquer espécie, festas, confraternização em casa, almoço de família, não é o momento. É momento de isolamento social”, pondera.

As multas variam entre R$600 e R$132 mil. Segundo Melo os fiscais contam com um drone, utilizado para monitorar eventos e festas, e pode ser usado para confirmar a veracidade da denúncia quando o muro da casa é muito alto. “A multa vai depender da situação da aglomeração. Quando usamos o drone, se realmente proceder a denúncia, a Polícia Militar e a Vigilância Sanitária vão até a pessoa e aplicam a multa”, explica.

Lagoa Santa tem tomado outras medidas para minimizar os efeitos da Covid19 na cidade, como o fechamento do comércio não essencial e a obrigatoriedade do uso de máscaras para quem precisar sair de casa ou utilizar o transporte coletivo. No entanto, o número de infectados vem subindo, sendo sete de acordo com o boletim 49 publicado no dia 02 de maio. 

#festanositio #festaemcasa #condominios #aglomeração #covid19 #LagoaSantaMG #LagoaSanta #multa #proibido