Neymar pressiona donos do PSG e exige a venda do uruguaio Cavani

0
10
Foto: Divulgação


Parece um jogo de futebol e o time só tem três jogadores. Os donos do Paris Saint-Germain (PSG) fazem o papel do goleiro, o Neymar é o atacante, que chuta forte e várias vezes ao gol, e o uruguaio, bom, o uruguaio é a bola isolada para a arquibancada. O embate entre os jogadores tem ganhado as páginas dos jornais franceses e a história esta crescendo aceleradamente. A inimizade se tornou tão grande que o brasileiro chegou a pedir a demissão do centro avante uruguaio.

De acordo com informações do jornal francês “L’Équipe” tudo começou quando Cavani e Neymar discutiram por causa de uma cobrança de pênalti. Cavani era o cobrador oficial, mas Neymar (como sempre) pediu para bater e o uruguaio não aceitou. Para sua infelicidade, Cavani perdeu o pênalti! Por causa disso, começou toda esta polêmica. Em público os dois tentam minimizar, mas nos bastidores o caso é outro. Marquinhos e Tiago Silva já evitaram que os dois se agredissem dentro dos vestiários.

O presidente Al-Khelaifi ficou em cima do muro, porém, segundo o jornal “Sport”, o jogador brasileiro não aceitou a postura do presidente. A tendência é que ele fique ao lado de Neymar, já que tem € 222 milhões de motivos para isso.

Cavani tem ficado isolado no vestiário, pois a caravana brasileira (Thiago Silva, Daniel Alves, Marquinhos e Lucas Moura, todos amigos de Neymar) apoiou o Neymar. O uruguaio tem contrato com o PSG até 2020 e a novela do “Menino Mimado” será que continua? Aguardamos as cenas dos próximos capítulos.