Em Vespasiano – Grávida não consegue chegar em maternidade e policiais militares realizam o parto

0
739
Arquivo pessoal

Dia atípico para os policiais militares que trabalham no posto da Polícia Rodoviária localizado na MG-10, próximo a Cidade Administrativa, em Vespasiano, na região metropolitana de BH. Uma jovem de 21 anos não conseguiu chegar a tempo a maternidade e entrou em trabalho de parto no meio do caminho.

Arquivo pessoal – Divulgada no portal R7

De acordo com a sargento Gisele Bertucci a mãe estaria com o pai da criança e o irmão que conduzia o veículo. Os homens resolveram estacionar o carro e pedir ajuda aos policiais de plantão quando perceberam que o bebê nasceria ali mesmo. A sargento Gisele foi quem assumiu a “ocorrência”, finalizou o parto e cortou o cordão umbilical com fio dental. Ela contou para o portal R7 que nunca havia feito um parto e que a partir de hoje o dia 19 de abril ficará guardado na memória. “Foi uma situação muito emocionante. Não é uma coisa que acontece todo dia. Nós [policiais] estamos acostumados com outras situações, e trazer uma criança ao mundo é sensacional”, conta.

Eloá, como será chamado o bebê, foi encaminhada junto com a mãe para o Hospital Risoleta Neves e passou por exames e recebeu os devidos cuidados. Isso tudo aconteceu no final da madrugada. No fim da manhã, quando a sargento foi visitar a Eloá, mais uma grávida cruzou o caminho da policial. Outra parturiente que estava dentro de um ônibus entrou em trabalho de parto e os passageiros pediram ajuda, novamente, à sargento Gisele. Desta vez a sargento conseguiu levar a mãe para o hospital.